SINDICATO DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL DE GUARAPARI
5 dicas práticas para aumentar a produtividade nas empresas de construção civil

5 dicas práticas para aumentar a produtividade nas empresas de construção civil

O aumento da produtividade na construção civil é um dos maiores desafios do setor. Alguns motivos como a falta de capacitação e o planejamento insuficiente dos projetos contribuem para essa realidade – uma pesquisa do IBGE em 2013 mostrou que a produtividade do trabalhador brasileiro é a menor do mundo na construção civil.

A boa notícia é que com muito estudo, planejamento e reconhecimento dos próprios erros de gestão é possível garantir a produtividade dos funcionários dentro das empresas de engenharia e construção, estejam eles no escritório ou no canteiro de obras. Confira:

1. Aprendizagem, gestão e tempo

Para gestores de empresas, a aprendizagem e melhoria constantes não são mais opcionais. Se quiser compreender o que está realmente acontecendo no seu negócio e aprender o que será necessário para melhorar a situação, você precisará testar suas crenças com dados.

O gerente bem-sucedido reconhece que o domínio sobre sua gestão de tempo não é uma opção, mas uma necessidade. Não importa o quão bom você seja em tomar decisões, se comunicar, assumir riscos, lidar com clientes, motivar os funcionários ou qualquer outra habilidade de gestão. Se você não pode dominar o seu tempo, gerencialmente, você irá sofrer com grandes falhas. Existem inúmeras escolas de pensamento sobre a produtividade pessoal e gestão de tempo. Neste caso, como foi dito anteriormente, o ponto mais importante é manter consistência com qualquer método que você escolha.

2. Definir a próxima etapa (mesmo que seja pequena)

Uma das maiores causas de procrastinação é a falta de clareza sobre a próxima ação necessária para mover cada projeto adiante. Para lidar com a complexidade nos projetos, é importante praticar o zooming na definição do seu trabalho, quebrando projetos em fases, fases em tarefas, e criando um checklist para cada tarefa.

3. Categorizar tarefas e tomar as ações adequadas

Uma das estruturas simples de categorização é baseada em dois fatores: a urgência e a importância. Dentro disso, é possível defini-las de acordo com 4 ações:

Ação 1 – Fazer: se você pode fazer a tarefa em menos de dois minutos, provavelmente é  melhor fazê-la imediatamente.

Ação 2 – Delegar: concentre-se em fazer as tarefas que só você pode fazer e delegue o restante para outros colaboradores.

Ação 3 – Adiar: uma tarefa urgente, mas não importante, é uma boa candidata para ser adiada.

Ação 4 – Apagar: uma tarefa não urgente e não importante.

4. Captura ubíqua

O maior erro de produtividade pessoal é tentar manter todas as informações apenas na sua cabeça. A captura ubíqua consiste em registrar tudo o que deve ser feito, e o ponto chave para esse hábito é sempre manter uma única ferramenta disponível para anotar lembretes e tarefas diárias. Dominar a arte da captura ubíqua elimina o estresse de “tentar lembrar de não esquecer”.

5. Revisão Diária

A captura ubíqua por si só não é suficiente: você precisa de alguma maneira revisar sua lista com frequência. Para colocar esse hábito em prática, escolha um ou até dois horários fixos no seu dia para planejar e atualizar a lista de tarefas. Por exemplo, você pode revisar todas as suas tarefas às 8h da manhã e fazer uma atualização de tudo o que foi concluído às 17h, no fim do expediente.

Fonte: https://constructapp.io/pt/5-dicas-para-aumentar-a-produtividade-nas-empresas-de-construcao-civil/

Deixe seu comentário